domingo, 19 de outubro de 2008

12ª Dia

Burgos - Hontanas - 30,9 Km

Realizado - 292,80 Km

Para Santiago - 498,20 Km



Com a despedida de Maria novamente encontrei-me sozinha. Para sair de Burgos pela manha contei com ajuda de Tiago (brasileiro) e Julian (francês) que estao realizando o caminho sempre próximos a mim, porém, como sao mais rápidos sempre chegam ao final da etapa antes. No decorrer do caminho voltei a encontrar Guilherme e Mario (pai), brasileiros de Curitiba. Guilherme, sempre com muita energia acompanhou Tiago e Julian, enquanto Mario gentilmente me acompanhou.
A etapa foi muito dura, penso que a pior até este momento. Quando estávamos já chegando ao final, faltando uns 10 Km, pensei que restaria apenas 2h30. Por volta de uma 16h já nao aguentava mais caminhar. No caminho havia subidas e descidas, nos últimos Km´s entramos em um retao que nao acabava mais. Olhavámos o horizonte e nao víamos cidade alguma. O sol estava alto, porém o vento estava muito frio, que a cada parada enrigecia nossos músculos. Comecei a ter dores musculares, o que dificultava a caminhada. Ao Final dos 30 Km nao conseguia mais caminhar. Foi duro. Para piorar, ao chegarmos no final da reta demos de cara com um povoado muito pequeno que fica no meio de um vale. Era por isso que nao enxergávamos nenhum pueblo. Quando mirei a cidade, no fundo do vale, e a descida que teria que fazer, tive vontade de sentar e chorar. Desci os últimos intermináveis 100 m de costas, para poupar os joelhos, quadril e pernas, que nao mais me obedeciam.
Quando cheguei no albergue, que também era um bar/restaurante, encontrei uma americana, filha de brasileiros, Otávia, que fala muito bem o português. Otavia quis me ajudar, porém eu nao queria nada, nem conversa, de tanto cansaço. Tudo que queria era uma cama.
Fui para o quarto, deitei-me e chorei. Chorei muito: de cansaço, dor e alegria, por poder estar em uma cama quentinha, onde poderia descançar.
Foi uma oportunidade incrível para exercer a liberdade orientada pela espiritualidade inaciana que tanto busco. Uma liberdade interior em relaçao também a saúde, podendo sentir-me feliz interiormente, mesmo que meu corpo estivesse tao abatido.
Foi um momento especial apesar de tudo, pq todos os peregrinos apareciam com uma soluçao para minhas dores. Um vinha com remédio, outro com gel, outro com massagem nos pés. Cuidados nao faltou. Há muita soliedariedade por aqui. Algo que nunca havia vivido antes. Nao há barreiras da língua para podermos nos ajudar. Senti-me amada e cuidada. Posso também exercer meu amor com eles também. Há respeito, companheirismo, amizade. Há muito AMOR.
Mario (brasileiro pai) me ajudou muito. Me ajudou a superar a pressao psicológica do desejop da chegada, a manter-me serena no propósito, a vencer a dor e sobretudo a recuperar a confiança. Serei eternamente grata a ele.

12 comentários:

karim disse...

Te admiro, menina!! E rezo pra que voce encontre o que tanto procura...
Beijo
KArim

maria cristina disse...

Cris
Foi lembro muito bem desses longos quilômetros de nada... parabéns vc está indo bem... força... daqui para frente vai melhorar... buen camino peregrina... e não esqueça de deixar um beijo para o Eduardo (Dudu) quando passar por Boadilla del Camino... beijo no coração...

Ellen disse...

Amiga! Força, estamos todos com vc. Entro aqui todos os dias, tentei mandar recado mas nao sou muito boa nisso. Estou muito feliz por vc, e nao vejo a hora de poder vivenciar isto também, porem, é preciso fazer uma caminhada por vez. Te amo. Bjo no coração.

Leticia disse...

Amiga...
Tive que rezar muito para nosso "Jesus tecnológico", pois estava com alguns problemas para cadastrar minha senha e poder postar no seu blog, rs...
mas, tenho acompanhado diariamente, e principalmente, te incluído nas minhas orações, para que você realmente encontre seu rumo espiritual fazendo o caminho.
Não deixa de ser um sonho nosso também (sou metida mesmo, rs...) e estou bem feliz por vc estar realizando isso hoje.
Todas as suas dores, suas angústias, suas saudades, terão valido a pena quando vc chegar ao final. Pense quando vc dizia que não terminaria uma prova de 10km, e guerreira que é, já terminou várias...
Que o Espírito Santo derrame suas bençãos sobre você!!!
Graça e paz,

Letícia

Igor Schultz disse...

Oi, Amor

Olha, cada dia é uma pequena conquista realmente e aqui não está diferente, pois a quantidade enorme de coisas que tenho que fazer (que era você que fazia), me deixa também com dores nos pés, ehehe... Cuidar do condomínio, levar as crianças no médico, psico, cuidar das coisas do colégio, vôlei, pentear o Gregório (gato), etc, etc, etc, e no final do dia, rezar, rezar, pois a consolação de Deus é a única coisa que me tira o pensamento de estar contigo. Estamos caminhando para nossa última semana. Que leve o tempo que for necessário, pois nos encontraremos logo...

Beijo te amo
Igor Schultz

Luiz e Luciane Augusto disse...

Daí Peregrina, tudo bem???
Acabei de chegar do Cursilho de Jovens e passei para ver as novidades do caminho. Continue firme, força, ultreya!!!
Luiz Augusto.
P.s.: A Lú manda beijos!!!

Maria Pamplona disse...

Por fin estoy aquí, metida en tu blog!!!
Ya me han ayudado y puedo ponerte algo...
Sigo con mi trabajo, el tuyo ya sabes que es andar y te estás haciendo toda una profesional...
Te he escrito tambien un correo electrónico porque no sabía cómo entrar aquí...
Espero que hoy sea un día más fácil que ayer...
Me alegro mucho de haberte conocido y se que vas a llegar muy lejos... Por lo menos, por lo menos, hasta Santiago!!!
Me entra la risa cada vez que me acuerdo de nuestra entrada triunfal en Burgos, cantando las dos!!!
Te recuerdo la letra (es un clásico...)
VIVA LA GENTE, LA HAY DONDE QUIERA QUE VAS, VIVA LA GENTE, ES LO QUE NOS GUSTA MÁS...
CON MÁS GENTE A FAVOR DE GENTE, EN CADA PUEBLO Y NACIÓN.
HABÍA MENOS GENTE DIFICIL Y MÁS GENTE CON CORAZÓN...
Un besón en el corazón y otro en el riñón,
Te seguiré escribiendo,
Viva Brasil!!!

Marcos Paulo disse...

Força peregrina! É emocionante ler seus relatos, és uma guerreira que abriu mão de tudo por um sonho, uma realização. Parabéns e força, muita força na sua jornada, um paço de cada vez e vai chegar lá.
Que DEUS te abençoe e te guarde, que faça resplandecer a sua luz sobre ti, que onde quer que andares, tenhas a certeza de que nunca estas só mas ELE está contigo. Te admiro muito Peregrina.
Grande abraço, MP.

maria cristina disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
maria cristina disse...

Cris, falei com Dudu hoje, ele disse que vc esta bem... grande peregrina... vamos juntos marcar alguma coisa quando ele vier para cá no verão. Na minha sala o Joel, um peregrino do caminho, também conhece o Dudu... é muito bom saber que seu caminho é luz... beijo no coração meu e do Dudu... buen camino!!!!

Igor Lucas disse...

Oi Cris, é o Igor Lucas
Estamos com saudades! Você nunca mais me ligou por engano! hehe...
Com saudades mas felizes pelas suas vitórias diárias, pela imensa quantidade de aprendizados e encontros que você está tento.
Força! Fique até o fim e traga consigo muita alegria, paz e experiências para compartilhar conosco.
Nós estamos todos muito bem tah! Felizes da vida com nossa vida de casados. Esse sacramento é maravilhoso!
Hoje estive lendo seu blog e estou encantado com tantas coisa que você já viveu. Você já está diferente, até mesmo na sua linguagem isso é presente. O sentimento evolui a cada novo depoimento.
Enfim, Peregrina, estamos orgulhosos de você.
Neste último Cursilho rezei muito por ti e pela Família Schultz, que são muito importantes para nós.
Siga com Deus...
Abraços,
Igor Lucas e Lella

Jane Carol disse...

Oi Cris, cheguei e agora estou acompanhando voce. Aproveite muito cada passo cada metro do caminho, pois quando se chega a Santiago a vontade de começar novamente tudo isto é muito grande! força amiga!